BRASIL – Frio e chuva marcam feriado em SP: Capital registra baixas temperaturas e acumulado significativo de chuva na data da Revolução Constitucionalista de 1932

A terça-feira (9) amanheceu fria e chuvosa na capital paulista, marcando o feriado da Revolução Constitucionalista de 1932. Com uma média de 13,9 mm de chuva acumulada desde a madrugada até o início da manhã, equivalentes a 33,6% da média mensal de 41,4mm, a temperatura mínima registrada foi de 11,9ºC, com a mínima absoluta de 10,8ºC em Parelheiros, localizado no extremo Sul da cidade.

Os meteorologistas do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) emitiram um alerta para o tempo chuvoso e fechado ao longo do dia, com novas áreas de instabilidade se deslocando do interior em direção à região metropolitana e litoral de São Paulo. A previsão é de chuva intermitente, variando de fraca a moderada, com o potencial de causar alagamentos devido à persistência das instabilidades.

Com a presença do ar frio de origem polar, a previsão do CGE indica que o dia pode ser o mais frio do ano, com possibilidade de quebrar recordes de temperatura. O ar frio deve se manter até a quarta-feira (10), com temperaturas oscilando entre 13°C e 21°C.

A Defesa Civil da cidade continua em estado de atenção para baixas temperaturas, mantendo operações como a distribuição de alimentos e cobertores para pessoas em situação de rua. Desde o retorno das tendas da Operação Baixas Temperaturas, em 29 de junho, mais de 6.800 abordagens e 12.500 acolhimentos foram realizados, além da distribuição de mais de 740 mil itens de assistência.

Durante este período, os profissionais da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social têm oferecido auxílio não apenas às pessoas em vulnerabilidade social, mas também aos animais de estimação dessas pessoas, com vacinação, vermifugação e distribuição de ração. Com temperaturas baixas previstas para continuar nos próximos dias, a atenção e assistência às pessoas em situação de rua são fundamentais para garantir o bem-estar de todos os cidadãos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo